15 49.0138 8.38624 1 0 4000 1 https://esof2012.org 300 0
theme-sticky-logo-alt
theme-logo-alt

Espargos (80 fotos): tipos e cuidados

Espargos (80 fotos): tipos e cuidados

Outrora, os espargos serviam como uma decoração digna de muitos interiores de apartamentos e escritórios. Com o tempo, ele foi esquecido sem merecimento e, apenas alguns anos depois, tornou-se novamente um representante bem-vindo da flora. É muito utilizado por floristas na criação de jardins de inverno, algumas variedades são cultivadas ao ar livre, decorando pátios e terraços. Existem também variedades comestíveis da planta chamada aspargo e são consumidas de várias formas. Toda a variedade de plantas perenes é representada por cipós, arbustos e ervas. Considere como cultivar tal beleza em casa e como cuidar adequadamente dela!

Tipos principais

Atualmente, são conhecidas mais de duzentas espécies de aspargos, que se diferenciam em suas propriedades decorativas. Isso torna possível criar excelentes arranjos de flores, impressionantes paredes verticais ou decorar o interior com espécimes únicos e graciosos. De toda a variedade, pode-se distinguir uma série de plantas perenes que são mais adequadas para o cultivo doméstico..

Aspargo pinnate

A pátria desta planta são as florestas tropicais da África, o que explica sua semelhança externa com uma samambaia. É um arbusto bastante ramificado, que em condições naturais é capaz de florescer com pequenas flores brancas. Em um ambiente de apartamento, a floração não é observada, mas a folhagem decorativa deslumbrante compensa totalmente esta desvantagem..

Aspargo pinnate

Espargos Espargos

Os caules desta espécie norte-africana podem atingir três metros de comprimento. Esta bela planta perene para trepadeiras possui uma série de variedades adequadas para o cultivo não apenas em um ambiente de apartamento, mas também em campo aberto. Em particular, os espargos “Comestíveis”, cujos rebentos são consumidos frescos e para a preparação de vários pratos. A planta contém um grande complexo de vitaminas e minerais.

Espargos Espargos

Aspargo crescente

A planta perene possui caules espinhosos lignificados, que em seu habitat natural podem atingir incríveis comprimentos de até 15 m, portanto este tipo de aspargo é classificado como lianoide. Em casa, o comprimento dos brotos não ultrapassa 4 m. Esta espécie floresce com pequenas flores de creme de leite, coletadas em inflorescências.

Aspargo crescente

Asparagus Sprenger

Este espécime tem um segundo nome “Aspargo etíope” e pertence à categoria de perenes rastejantes perenes. Distingue-se pela excelente floração aromática em floração de pequenos botões brancos ou rosados, bem como pela presença de frutos vermelhos redondos..

Asparagus Sprenger

Cuidado adequado de espargos

Esta planta tropical não pode ser classificada como particularmente exigente, mas é necessário cuidar dela. Em maior medida, isso se aplica à irrigação, uma vez que um aumento ou diminuição do nível de umidade do solo pode levar a todos os tipos de doenças e morte. Também é necessário observar o regime de temperatura e alimentar regularmente a cultura..

Iluminação

Os espargos simplesmente precisam de luz difusa brilhante, sem a qual os processos de síntese serão suspensos. Com sua falta, nota-se folhagem amarela e baixo crescimento. Nesse caso, ele vai economizar o movimento do vaso para o lado ensolarado, sem longa exposição à luz solar direta (tule ou persianas são bem adequados para proteção).

Espargos - Iluminação Espargos - Iluminação

Temperatura

O regime de temperatura mais aceitável é + 18 … + 22C. Em condições em que o termômetro fica mais alto e a umidade do ar é alta o suficiente, a planta pode adoecer, as folhas ficam amarelas e se esfarelam. No inverno, os aspargos podem suportar temperaturas de até + 6 ° … + 8C.

Espargos - Temperatura Espargos - Temperatura

Umidade

Os espargos não toleram ar seco, portanto, precisam ser pulverizados periodicamente. No verão, esse procedimento é realizado duas vezes ao dia. Você precisa pulverizar com água sedimentada em temperatura ambiente. É necessário eliminar a água que ficou na panela após a rega para evitar o apodrecimento das raízes. Uma condição favorável para a planta passa a ser estar nas proximidades de outras lavouras ou mesmo no mesmo recipiente, onde existe um ambiente com alta umidade..

Espargos - Umidade Espargos - Umidade

Rega

A regularidade da rega depende da época. No verão, você pode regá-lo algumas vezes por semana (em caso de seca severa – 3 vezes). No inverno, uma vez por semana é suficiente, enquanto é necessário garantir que o solo não seque. Se a sala estiver fria o suficiente, a irrigação pode ser reduzida..

Espargos - Regando Espargos - Regando

Fertilizantes e alimentação

Os fertilizantes são aplicados ao solo durante todo o ano. No período de primavera-verão, os aspargos precisam ser alimentados todas as semanas e, com o início do outono, a frequência dobra – os fertilizantes precisam ser aplicados duas vezes em 7-8 dias. No inverno, a alimentação é reduzida para uma vez por mês..

Composições minerais universais para plantas de interior são usadas como fertilizantes. Os aditivos orgânicos – infusão de verbasco (1 colher de sopa / 1 litro de água) ou excrementos de aves (1 colher de chá / 1 litro de água) – tornar-se-ão uma verdadeira “iguaria” para os aspargos. A alimentação periódica com matéria orgânica tornará a planta luxuosa e melhorará a qualidade do solo, tornando-a leve, solta e respirável..

Espargos - fertilizantes e alimentação Espargos - fertilizantes e alimentação

Pragas e doenças

O principal motivo da doença desse representante da flora são os cuidados inadequados. O aumento ou diminuição da umidade do solo, acompanhada por uma violação do regime de temperatura, muitas vezes leva ao amarelecimento e queda das folhas, apodrecimento do sistema radicular. A saída da situação será a criação de um microclima favorável.

Freqüentemente, o amarelecimento dos aspargos pode ser observado no inverno, quando as horas do dia são muito menores do que no verão. Além disso, os dispositivos de aquecimento criam condições muito quentes. Para evitar o amarelecimento, é necessário organizar a iluminação adicional no inverno usando fluorescente, LED ou fitolâmpadas..

As pragas também podem causar grandes danos aos aspargos, os mais perigosos dos quais são os ácaros-aranha e os insetos cochonilhas. A presença de um carrapato pode ser reconhecida pelo aparecimento de manchas amarelas e marrons, finas teias de aranha na folhagem. Este inseto se alimenta da seiva da planta e, por isso, pode morrer. Vai exigir tratamento com preparações químicas (Fitoverm, Vermitic) não só deste vaso, mas também dos vizinhos, pois o carrapato migra facilmente pelo ar..

Gotículas de cera amareladas e marrons nas folhas indicam a presença de uma cochonilha, que também se alimenta da seiva celular da planta. Você pode se livrar dele regando o solo e borrifando o vaso com Aktara.

Espargos - pragas e doenças Espargos - pragas e doenças

Como transplantar espargos

O rizoma do aspargo se desenvolve rapidamente, aumentando de tamanho, por isso deve ser replantado anualmente. Isso deve ser feito no início da primavera. O rizoma deve ser retirado com cuidado do vaso, sacudir o solo restante, cortar brotos e raízes velhas. É necessário transplantar para um recipiente maior (um vaso de flores apertado pode estourar sob a pressão de uma raiz em crescimento).

O solo para plantio pode ser adquirido pronto na loja, ou você mesmo pode fazer a mistura combinando folha, grama e areia em proporções iguais. A drenagem de seixos ou argila expandida deve ser colocada no fundo do vaso. Tendo derramado parte do solo, a planta deve ser plantada em um vaso, aspergida com o restante da terra e regada.

Como transplantar espargos

Reprodução em casa

Existem três métodos conhecidos de propagação de cultura – plantar sementes para mudas, estacas e dividir o arbusto. Como os floricultores não chegaram a uma opinião comum sobre qual deles é mais confiável, consideraremos cada um separadamente..

Propagação de espargos por sementes

O material de plantio pode ser comprado na loja ou coletado por você mesmo quando os aspargos tiverem murchado e aparecerem pequenos frutos. É melhor armazenar as sementes em local seco. Pode-se semear em qualquer época do ano, mas como os brotos jovens precisam de muita luz, é melhor realizar o procedimento na primavera, economizando iluminação adicional. Despeje o solo misturado com fertilizante em um pequeno recipiente. Para proteger as mudas de pragas e doenças, o solo deve ser bem aquecido antes do aterro e as sementes devem ser tratadas com permanganato de potássio.

As sementes dos espargos são plantadas no solo a uma distância de vários centímetros umas das outras e ligeiramente polvilhadas. O recipiente deve ser coberto com vidro ou filme (saco plástico) e colocado em local aquecido com temperatura do ar de + 21 … + 23C. Regularmente, você precisa ventilar e borrifar o jardim usando água decantada.

Os primeiros brotos vão brotar em um mês. Quando sua altura atinge cerca de 10 cm, você pode mergulhar em pequenos recipientes. Depois de mais 3-4 meses, as plantas são transplantadas para vasos permanentes cheios de drenagem e solo nutritivo..

Propagação de espargos por sementes Propagação de espargos por sementes

Reprodução de espargos por fissão

Alguns produtores consideram esse método o mais simples. A única dificuldade é fazer a separação com cuidado, sem ferir o rizoma. Cada arbusto resultante deve ser sacudido do solo antigo, bem inspecionado e, se necessário, removido os caules danificados. O cacho é plantado em solo umedecido com fertilizante. É preferível colocar o vaso pela primeira vez em local fresco (com temperaturas até + 15C), ligeiramente escurecido e regar regularmente. Depois de um mês, você pode transferi-lo para um local de residência permanente..

Reprodução de espargos por fissão Reprodução de espargos por fissão

Propagação de espargos por estacas

Esse método é considerado o mais difícil, pois nem sempre o material de plantio cria raízes. Na verdade, você também pode obter uma nova planta a partir de estacas se seguir algumas regras, a saber:

1) Ao cortar o material, use uma faca excepcionalmente afiada, pois, trabalhando com uma tesoura, você pode apertar a ponta do corte e o corte começará a apodrecer;

2) Corte os rebentos do ano anterior com não mais de 15 cm de comprimento, deixando várias folhas sobre eles;

3) Trate as raízes com um estimulante de crescimento.

A época certa para preparar o material é de julho a fevereiro. Também é importante escolher o solo certo, que deve incluir turfa, areia úmida e perlita. As mudas são plantadas melhor em copos plásticos (você pode observar o desenvolvimento da raiz) ou pequenos vasos. Os brotos plantados são enterrados e cobertos com um saco para criar condições de estufa. Em seguida, você precisa ventilar e pulverizar o plantio diariamente. Um mês depois, quando as raízes aparecem, a planta é transplantada para um recipiente permanente..

Propagação de espargos por estacas Propagação de espargos por estacas

Espargos – foto

As excelentes características decorativas dos espargos, conferindo-lhe o aspecto de uma renda leve, permitem decorar adequadamente qualquer interior. A planta é perfeita para colocação em apartamentos, terraços, varandas, desenho de composições em cascata e verticais, bem como na elaboração de ramos de flores. Você pode se familiarizar visualmente com uma grande variedade de espécies, avaliar sua beleza e elegância nas fotos apresentadas na galeria de fotos do artigo. Boa visualização!

Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto Espargos - foto

Previous Post
Σχεδιασμός παιδικού δωματίου για κορίτσι (65+ φωτογραφίες)
Next Post
Dieffenbachia (70 bilder): typer og omsorg